top of page

Alinhamento – pensamento, palavra e ação. Como está o teu?

“Felicidade é quando o que pensas, o que dizes e o que fazes estão em harmonia”.

- Ghandi


Acho um mito importante tomarmos consciência da nossa coerência com aquilo que pensamos, falamos e fazemos. Grande parte das pessoas, nem se apercebem que pensam uma coisa, dizem outra e por vezes ainda fazem outra diferente. Quando fazemos isto, estamos em desarmonia, desperdiçamos energia e desgastamo-nos no dia-a-dia. O nosso interior fica em conflito quando tal acontece, ficamos com um nível de stress tóxico que temos que gerir, despendendo energia para essa gestão em vez de investir a energia em alavancar e fazer fluir a nossa vida.

Quando tomamos consciência que o que pensamos, dizemos e fazemos não são iguais, podemos começar um caminho de limpeza energética. Quase como se fossemos limpar o nosso caminho, harmonizando e conquistando a paz interior.

Quando conseguimos harmonizar o que pensamos, dizemos e fazemos estamos a melhorar muitíssimo a qualidade da nossa vida, pois minimizamos desperdício de energia, tiramos ruído do nosso caminho, limpamos o nevoeiro da nossa vida e tudo se torna mais simples e claro.

Quando o que pensamos é igual ao que falamos e é igual ao que fazemos, temos paz interior e desta forma alavancamos a energia do nosso dia-a-dia.

Esta harmonia do trio é fundamental para desintoxicar a dimensão mental, emocional, física e espiritual e poder tornar-se mais leve com toda esta dinâmica.

E porque ficamos, ou não, com paz interior consoante a coerência do trio? Porque, por exemplo, quando dizemos uma coisa e fazemos outra, estamos a entrar em conflito interno e com isso provocar um desgaste de energia para gerir este conflito. Quando mantemos a coerência com os nossos princípios e valores os pensamentos, o que dizemos e fazemos estamos em total coerência connosco mesmos o que provoca esse sentido de paz e tranquilidade, ou seja não há conflitos internos a gerir.

Muitas pessoas procuram ajuda porque sentem que estão completamente afastadas do que consideram o seu eu ideal, porque pensam uma coisa e, pelo ambiente ou pessoas presentes, acabam por dizer e fazer coisas destintas que se afastam dos seus princípios e dos seus valores de vida.

Muitas vezes, por falta de coragem por assumir uma posição coerente consigo mesmo, acabamos por iniciar uma batalha dentro de nós com os conflitos internos que este mecanismo gera e que contribuírem para muitas vezes a realidade perder significado, porque há um afastamento claro entre o que queremos e o que fazemos, entre o que sentimos e o que recebemos. É fundamental assegurar que estamos conscientes do estado do nosso trio, para assegurar a maior harmonia entre o pensamento, palavra e ação e, assim, podermos usufruir da máxima energia para canalizar e desenvolver a nossa vida de uma forma coerente e em paz connosco mesmo.

É tão simples esta trilogia, mas nem sempre fácil de estar sempre em harmonia. Para o nosso desenvolvimento pessoal e para conseguirmos construir uma vida plena de paz interior, esta trilogia tem que ser respeitada e para isso temos que estar sempre conscientes do que pensamos, para garantir que tudo é coerente. Mantendo esta forma de estar, estamos sempre a canalizar energia extra para o nosso dia-a-dia. E, assim, sentimos a nossa vida a fluir de uma forma rápida e tranquila.

Quanto mais conseguimos desenvolver as dimensões do eu, mais fácil é manter a coerência no que pensamos, dizemos e fazemos, pois, estamos integralmente alinhados com o nosso propósito, valores e princípios, estamos verdadeiramente no sentir, com uma motivação pessoal para o crescimento e renovação contínua.


132 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page